Venerável Ordem Terceira de São Francisco do Porto em suplemento do jornal Público


Artigo sobre a Venerável Ordem Terceira de São Francisco do Porto no suplemento do jornal Público - Perspetivas


Instituição de carácter religioso com mais de 350 anos, a Venerável Ordem Terceira de São Francisco do Porto, localizada em pleno coração da baixa do Porto, está a viver dias pródigos em mudança. Com nova mesa administrativa desde setembro de 2016, presidida pelo Prof. Doutor Gonçalo Vasconcelos e Sousa, Provedor e  Professor Catedrático da Universidade Católica Portuguesa, e pelo Vice-Provedor Domingos Rocha, novas metas foram estipuladas de forma a que a sua ação, no âmbito da prestação de cuidados de saúde, reconquiste o reconhecimento que durante séculos granjeou. O mesário do Hospital, Eng.º Carlos Almeida Santos, em conjunto com o diretor geral, Dr. Luis Cherpe, traçam o novo rumo de um Hospital que “existe há mais de dois séculos próximo de todos”.

O Hospital da Venerável Ordem Terceira de São Francisco do Porto, constituído em 1783, sempre se manteve em funcionamento desde a sua criação, sendo por isso uma das instituições de saúde mais antigas do norte do país. Toda a revolução que os últimos anos apresentaram ao nível da oferta de cuidados de saúde na região retiraram-lhe um protagonismo que a instituição procura agora recuperar, pese embora todas as  ações de reabilitação do espaço levadas a cabo na última década. “O surgimento de grandes grupos de saúde concorrenciais entre si apresentaram às Ordens um novo paradigma que estas não conseguirão acompanhar se continuarem a apostar em estruturas rígidas e ultrapassadas”, explica Luis Cherpe, diretor geral, profissional com uma experiência de mais de 15 anos de trabalho em grupos de saúde.

Conscientes da necessidade de mudar, aproveitando todas as vantagens estruturais e de localização que possuem, foi consensual a aposta num rumo de adaptação aos novos tempos. Essa foi a função incumbida a Carlos Almeida Santos, mesário responsável pela área hospitalar, com um percurso profissional de mais de três décadas no âmbito da ação social e de administração de empresas, e, ao já apresentado, Luis Cherpe.

Numa instituição presa às tradições de um passado repleto de carga histórica, mas desfasada da realidade do século em que vivemos, era a comunidade religiosa de Irmãs Hospitaleiras presente na instituição que geria o Hospital, situação que de todo não se coaduna com o mercado competitivo atual na área da saúde.

Nesse sentido, a aposta inicial centrou-se na criação de um plano estratégico que permitiu detetar as lacunas e avançar para a redefinição e reestruturação de todos os componentes — físicos e humanos —, num horizonte temporal desafiante, dezembro de 2018. “Verificámos que há um caminho que temos que percorrer rapidamente. A Ordem estagnou, portanto há passos que têm que ser dados de forma célere e segura para podermos, a curto prazo, atingir a qualidade que queremos”, explica Luis Cherpe. Nesse sentido, desde a sua chegada em agosto de 2017, com a anuência da Mesa Administrativa, tem sido contratada uma equipa de profissionais com provas da- das no mundo da saúde. A Organização e Qualidade foi uma das prioridades, com o intuito de alcançar a certificação na Qualidade, assegurando a segurança do cliente. Também foi aposta recente a área de Desenvolvimento, Formação e Inovação que permitirá fortalecer e consolidar os seus recursos internos, e simultaneamente abrir a Ordem ao mundo, tornando-a acessível a todos.

Desde logo, revelou-se premente, aos olhos atentos dos  nossos  entrevistados, a criação de um organograma que deu assim início a esta via de profissionalização, que se consubstancia numa efetiva mudança do dia a dia de todos os colaboradores desta grande casa. “A nova estrutura orgânica integra uma renovada direção, direção clínica e direção de enfermagem para que de cima para baixo possamos introduzir as normas e as melhores práticas que nos permitirão recuperar um passado que já vivemos”, foca Carlos Almeida Santos.

Aprovado e em fase de projeto arquitetónico e definição de especialidades está a nova estrutura do sexto piso do edifício centenário do Hospital. Já no início de 2018 todo o piso vai acolher várias clínicas cirúrgicas e de especialidade – Cirurgia Plástica, Esté- tica e Reconstrutiva; Cirurgia Maxilo-Facial; Clínica da Dor; Clínica do Linfedema. São 600m2 que vão abarcar uma estrutura de consultórios e espaços dedicados, aptos para a realização de cirurgias de ambulatório. Esta ideia surge com o intuito do Hospital da Venerável Ordem Terceira de São Francisco do Porto se alinhar numa via de diferenciação onde a qualidade presente desde o atendimento, passando pelos equipamentos, até ao ato médico propriamente dito, se revelarão a nova imagem de marca da instituição.

Refira-se que, atualmente, são mais de três mil as cirurgias que o Hospital realiza por ano, em 4 salas de bloco operatório bem equipadas, mas que, apesar da capacidade instalada para o seu bom funcionamento, vão ser al- vo de um processo de melhoria, passo que já está projetado no plano estraté- gico.

Crucial para o sucesso desta nova realidade é a qualidade do corpo clínico liderado pelo Prof. Doutor Horácio Costa, que está num contínuo processo de formação de equipas multidisciplinares que se enquadrem no posicionamento que o Hospital pretende alcançar. “O Prof. Doutor Horácio Costa é o líder da equipa clínica, sendo a sua ideia, dentro da nossa filosofia, criar uma equipa de médicos que possa  ser  formada com o mesmo grau de excelência técnica    e de saúde que apresenta, mas também com uma filosofia social e de atendimento focado no cliente”, ressalva Luis Cherpe.

Por forma a dar resposta às necessida- des da comunidade e de uma região do Porto altamente beneficiada com o in- cremento turístico verificado nos últimos anos, em meados de 2018, a direção do Hospital da Venerável Ordem Terceira de São Francisco anuncia a abertura do serviço de atendimento permanente que vai funcionar 24h por dia, sete dias por semana.

Outra área de intervenção estipulada pela equipa de trabalho vai consistir na mudança de todo o setor de consultas externas — localizado no edifício em frente — para um renovado espaço integrado no Hospital. Falamos de uma estrutura que pretende ser de todos e para todos, por isso o esforço efetivado recentemente em torno das questões da acessibilidade para todos, não só na unidade hospitalar como em todas as outras valências da Ordem (Museu, Igreja Património, Lar e Residência). “Vamos oferecer ao cliente, dentro da estrutura do Hospital, a segurança clínica e a satisfação de estar num espaço moderno com a mais-valia da personalização e da humanidade, fatores que não se coadunam com o regular funcionamento de alguns grandes grupos”, acrescenta Carlos Almeida Santos.

No referido edifício, que vai deixar de acolher as consultas externas, está instalada a segunda Unidade de Hemodiálise criada no país, assim como um Centro de Medicina Nuclear em regime de outsourcing.

Mantendo vincada a sua missão religiosa e caritativa, como Instituição de Solidariedade Social, este novo olhar empresarial assente numa gestão mais assertiva, não atinge a Ordem naqueles que são os seus valores baluarte de solidariedade e humanidade. “Como Ordem religiosa temos as nossas responsabilidades sociais que praticamos quer no Lar Margarida Lisboa e Residência para Idosos Rainha Santa Isabel, mas também através de uma ação caritativa desenvolvida por um grupo de pessoas que está atenta às carências sociais afetas à freguesia de São Nicolau, onde nos encontramos”, salienta Carlos Almeida Santos. Luis Cherpe complementa com cerca de 20.000 refeições anuais oferecidas à comunidade carenciada.

O Hospital da Venerável Ordem Terceira de São Francisco do Porto renasce assim assente nesta visão de servir o próximo, procurando o equilíbrio financeiro que permitirá a modernização de todas as estruturas, a diferenciação na prestação de serviços de saúde com excelência clínica e, principalmente, “assegurar a proximidade ao cliente, prestador e colaborador que sempre os diferenciou em mais de dois séculos e continuará a diferenciar por, pelo menos, outros dois séculos mais”.

Pode ver a publicação no Jornal Perspetivas aqui.


VOTSFP - Porto

Março 15, 2018




Outras notícias

Conta-me como foi: Sessão de esclarecimento de Nutrição

O Dia Nacional da Luta Contra a Obesidade é hoje, mas no Hospital da VOTSFP a celebração foi feita no dia 17! A nutricionista Dra. Rita Azevedo conduziu uma sessão de esclarecimento extremamente interessante e esclarecedora, que agarrou a atenção dos participantes desde o primeiro minuto! Veja as fotos aqui.

Hoje é Dia Internacional da Família!

Hoje é Dia Internacional da Família, e não podíamos deixar de desejar um excelente dia a todas as famílias portuguesas!

Feliz Dia Internacional do Enfermeiro!

Hoje é dia de agradecer a todos os profissionais de enfermagem por todo o seu trabalho e dedicação

Liturgia da Palavra a 13 de maio

A celebração em honra de Nossa Senhora de Fátima terá lugar na Capela do Hospital da VOTSFP, pelas 10 horas

Em maio, todos os caminhos vão dar a Fátima

Maio é mês de peregrinação para milhares de portugueses, numa tradição que dura já há mais de uma centena de anos. Duas colaboradoras da Ordem de São Francisco, com anos de experiências e histórias de caminhadas a Fátima, contam-nos porque é que o caminho e o sacrifício valem a pena

Sessão de esclarecimento gratuita – Nutrição

No dia 17 de maio vamos antecipar a celebração do Dia Nacional de Luta Contra a Obesidade com uma sessão de esclarecimento gratuita com a Dra. Rita Azevedo - Nutricionista!

Feliz Dia da Mãe!

A Venerável Ordem Terceira de São Francisco do Porto deseja a todas as mães um dia muito feliz!

A saúde está nas suas mãos

Lavar as mãos é um gesto simples e rápido, mas os seus efeitos podem ser grandiosos: lavar as mãos com sabão impede em 40% a incidência de infeções, como as relacionadas com o estômago, ouvidos, garganta e pele

Dia Mundial da Dança: A dança não é só para miúdos

No Lar Margarida Lisboa e na Residência Rainha Santa Isabel, os graúdos têm a oportunidade de participar em aulas de dança todas as semanas, ensinadas por voluntários da Escola de Dança Ginasiano através do projeto MO.V.E.

Malária: Prevenir é o melhor remédio

No Dia Mundial da Malária, a Dra. Maria João Gonçalves, especialista em Infeciologia e Consulta do Viajante, conta-nos mais sobre a doença, os seus sintomas e as formas de prevenção.

Pequenas mudanças para um dia-a-dia mais ativo

Conheça pequenas alterações que podem fazer uma grande diferença na sua qualidade de vida e trazer múltiplos benefícios para a saúde.

Que direitos tenho enquanto doente internado?

No Dia Europeu dos Direitos dos Doentes fique a saber quais são os seus direitos se estiver numa unidade de internamento.

Dia Mundial da Doença de Parkinson

Neste Dia Mundial venha conhecer melhor a Doença de Parkinson, os seus sintomas e o que pode fazer para conviver melhor com a doença

Dia Mundial da Saúde

No Dia Mundial da Saúde, a nutricionista Dra. Rita Azevedo traz-lhe informação sobre a importância de uma alimentação saudável para a manutenção da qualidade de vida.

A VOTSFP deseja-lhe uma Santa Páscoa

Os votos da Venerável Ordem Terceira de São Francisco do Porto na mais importante celebração católica

Presidentes da República Portuguesa e da República Federal da Alemanha visitam Igreja do Convento de São Francisco do Porto

A Igreja do Convento de São Francisco do Porto recebeu no passado dia 02 a visita do Presidente da República Portuguesa e do Presidente da República Federal da Alemanha.

Estamos mais próximo de si

A Venerável Ordem Terceira de São Francisco do Porto surge com uma nova imagem, mais moderna e aberta à comunidade, que acompanha uma estratégia de maior proximidade aos nossos utentes.

Venerável Ordem Terceira de São Francisco do Porto em suplemento do jornal Público

Artigo sobre a Venerável Ordem Terceira de São Francisco do Porto no suplemento do jornal Público - Perspetivas

Assembleia-Geral Ordinária no dia 22 de março

Consulte aqui a convocatória para a Assembleia-Geral Ordinária de 22 de março